22 8月, 2012



レコパ・スダメリカーナを戦うため招集されたPATOについてコメントを交えたリポートをglobo esporteから♪
昨夏、
PATOがロホでコパ·スダメリカーナ王者としてレコパ・スダメリカーナを獲得する主力ながら、
右膝の手術でインテルナシオナル戦を欠場しタイトルを逃した悔しい過去についてー
PATOは "数年前(昨年)も自分はインデペンディエンテで(レコパで)プレーするチャンスを持っていた。
でも、怪我でその機会を失った。今はリベンジの機会を持っている。レコパはアルゼンチンでは有名な大会。
自分にとってはとても重要な大会だ"と、
出発前にPATOらしい気合の入ったコメント。:-)
PATOは同タイトルを熱望しながら怪我で出場を逃した因縁がある分、人一倍"思い"は強いはず^^;。
今回はその思いを全てぶつけるぐらいの活躍でチームの勝利に貢献して、まずは敵地で先勝して欲しいですね!
それと、リポートではPATOがデビュー戦で素晴らしいスタートを切ったことや、
先日の"クラシコ"でのPATOの63分間のプレーを
Muricyが賞賛したことも紹介されてます。:-)

Ausente de final em 2011, Patito comemora nova chance na Recopa

Contundido, meia não disputou decisão do ano passado contra o Inter,
quando defendia o Independiente, e agora é uma das esperanças santistas

21.08.2012 | Text: globo esporte.com


Dos 25 atletas relacionados pelo Santos para a disputa da Recopa Sul-Americana, Patito Rodriguez é aquele que esteve mais perto de saber o que é participar do torneio. Campeão da Copa Sul-Americana de 2010 pelo Independiente, da Argentina, o meia era uma das esperanças do "Rojo" para enfrentar o Internacional na decisão do ano passado. Uma cirurgia no joelho direito, no entanto, tirou o jogador das duas partidas contra o Colorado - que acabou ficando com o título.

Hoje no Peixe e inteiro fisicamente, Patito tem uma nova chance de disputar a Recopa. Nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), o Alvinegro (vencedor da Libertadores do ano passado) disputa o primeiro jogo da final do torneio contra a Universidad de Chile (campeã da Copa Sul-Americana de 2011), em Santiago - a partida de volta está marcada para 26 de setembro, no Pacaembu. Até por isso, o meia valoriza a competição a se mostra ansioso em participar de sua primeira decisão pelo do Santos.

- Tive a oportunidade de jogar (a Recopa) com o Independiente alguns anos atrás (2011), mas perdi (a chance) por causa de uma lesão. Agora, tenho a "revanche". A Recopa é uma competição bastante conhecida na Argentina. Para mim, é um torneio muito importante - disse Patito, antes da viagem do Peixe para o Chile.

Há um mês no Santos, Patito soma três jogos pela equipe - os dois últimos como titular. Na estreia, contra o Atlético-GO, entrou no segundo tempo e marcou um dos gols do empate santista por 2 a 2 com o Dragão. Diante do Figueirense (vitória por 3 a 1), o meia começou jogando, mas ficou em campo por apenas 12 minutos, devido à expulsão de Juan - Gerson Magrão entrou no lugar do argentino.

Já no clássico com o Corinthians, no domingo, Patito teve sua partida mais longa desde que chegou ao Santos. O jogador ficou no gramado por 63 minutos e recebeu elogios do técnico Muricy Ramalho - que, por sua vez, pediu ao argentino menos correria e mais trabalho de bola. O rápido entrosamento com os demais companheiros - não só em campo como nas brincadeiras na concentração e antes das partidas - não surprende ao jogador.

- Eu vim com essa ideia (de me entrosar) rapidamente. (Contra o Corinthians) Foi a primeira partida que pude jogar quase completa, e logo um clássico. Creio que as coisas têm acontecido rápido. Primeiro um clássico, agora uma final - valorizou.